InícioGaleriaFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seLogin

Compartilhe | 
 

 Hard Desire - Hard Desire

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Whiplash
Ajudante
Ajudante


Sexo : Masculino
Mensagens : 584
Reputação : 2624
Data de inscrição : 20/05/2012
Idade : 19
Localização : DF

MensagemAssunto: Hard Desire - Hard Desire   Qui Jun 07, 2012 9:35 am

Apesar de ter sido moda em uma época, álbuns conceituais não são usuais justamente pelo grande trabalho que se há em construir toda a história e uma atmosfera musical para a narração desta, por via do lirismo. Sou fã confesso não apenas de discos conceituais, mas, no geral, de discos que podem ser realmente consumidos. Nada substitui um bom encarte, que pode ser desbravado durante a audição do registro.


Foi aí que a Hard Desire, banda de Juiz de Fora (MG), me surpreendeu. Dê Monteiro (voz), Thiago Fernandes (baixo e voz), Felipe Rosa (guitarra), Pedro Fialho (guitarra) e Douglas Gomes (bateria) são ambiciosos ao apresentar um conceito estruturado e um encarte muito bem trabalhado, com ótimas artworks, em seu primeiro trabalho, auto-intitulado. Segundo a própria banda, a história gira em torno de “um indivíduo atormentado por uma desilusão amorosa”.



Em suma e de acordo com a ordem das faixas: este indivíduo se apaixona (New Star), se entrega como se não houvesse um amanhã (Bring All The Life), até que sua amada notou isto e passou a utilizá-lo como massa de manobra (Up & Down), até culminar no fim da relação (Fire). O hedonismo passa a predominar na vida do homem (Gonna Dance), bem como os exageros (Drink Me), mas nem tudo é farra e o disco termina com uma reflexão crítica acerca do modo de viver (Change Of Way) e do próprio ato de viver (The Hidden Truth), se é que entendem a diferença. Como todo bom álbum conceitual, é interessante que a audição seja feita juntamente das letras, que estão disponíveis no link abaixo.

http://letras.terra.com.br/hard-desire/.

No âmbito musical, é interessante notar que a produção conseguiu arrancar bons timbres dos instrumentos, além de inserir um baixo bastante aparente. O único problema é o volume da voz de Dê Monteiro no registro, mas nota-se sua excelência com o microfone, bem como a dos outros integrantes. Em grande parte do play, as composições melódicas estão em consonância com as letras, o que é excelente, pois o ambiente é proporcionado de forma completa para o ouvinte.


A abertura New Star flerta de perto com o Hard Rock melódico. A faixa conta com ótimos solos de guitarra e boa interpretação vocal. Em seguida, temos Bring All The Life, que se trata de um Hard Rock safado, blueseiro, arrastado. Trilha sonora digna de cabaret. Up & Down, terceira faixa do registro, é um dos maiores destaques. A canção tem um instrumental incrível, principalmente por seus riffs, que também revelam grande entrosamento entre os músicos, remetendo aos primeiros discos do Dr. Sin.

Fire dá sequência e apresenta uma baita de uma dor-de-cotovelo. É uma balada muito influenciada pelo Blues. Bastante depressiva, graças à emotiva apresentação do vocalista, e com grandes momentos de guitarra, a faixa é também um destaque mesmo com seus nove minutos de duração. Gonna Dance talvez seja a única música que não crie uma atmosfera condizente à sua letra. Apesar da proposta e do título fanfarrões, trata-se de um Hard melódico um tanto quanto comportado. Mas isso não tira a excelência da canção, que é muito envolvente.

Drink Me, altamente zeppeliana, tem um andamento interessante com seus riffs imponentes e sua cadência peculiar. Grandiosa, tem performance aplausível do baterista Douglas Gomes em toda a música. Change Of Way impõe mais um riff incrível. Aliás, o forte da Hard Desire é apresentar riffs de impacto que conduzem as boas vocalizações. Música cativante, animada e bem feita. O fechamento fica por conta de The Hidden Truth, que é um tanto quanto épica, da letra reflexiva à melodia imprevisível, incluindo sua também longa duração. Ótima canção.

Claramente, se a ambição é grande, talvez alguns defeitos fiquem mais aparentes. A falta de volume na voz na produção é notável em alguns momentos. Além disso, como recomendei a leitura das líricas, devo ressaltar que há alguns erros de concordância, o que é normal até entre bandas famosas no Brasil, como o Viper (!). Mas nada que desestimule o bom trabalho que a Hard Desire fez, de forma independente, na cara e na coragem. Um dos melhores e mais concisos registros que tive a chance de ouvir enquanto redator de um website.

Músicas disponíveis nos links abaixo:
http://soundcloud.com/harddesire
http://www.myspace.com/harddesire

Dê Monteiro (vocal)
Thiago Fernandes (baixo e vocal)
Felipe Rosa (guitarra)
Pedro Fialho (guitarra)
Douglas Gomes (bateria)

01. I – The Appearance: New Star
02. II – Crowd: Bring All The Life
03. III – The Chase: Up And Down
04. IV – A Lonely Arrive: Fire
05. V – Turbulence: Gonna Dance
06. VI – Nice Addiction: Drink Me
07. VII – Time To Heal?: Change Of Way
08. VIII – The Four Doors: The Hidden Truth



Fonte: Hard Desire - Hard Desire - Resenhas de CDs http://whiplash.net/materias/cds/156225-harddesire.html#ixzz1x79JVg4y

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
 
Hard Desire - Hard Desire
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Desire
» Goddess Of Desire
» O.S + 18 Desire
» Selectia's Selection 59 - The object of my desire

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
 :: Music Area :: Notícias sobre música-
Ir para: